screen-shot-2017-01-08-at-9-34-37-pm

Um dos pontos mais relevantes que existe quando pensamos em trabalhar com a metodologia do inbound marketing é desenhar a famosa jornada de compra do usuário. Essa jornada nada mais é do que o conhecido funil de vendas que divide as etapas que um potencial consumidor percorre desde o momento que ele é impactado pela primeira vez por uma mensagem da sua empresa até a decisão de compra.

 

Sabemos que sua empresa quer, além de entregar conteúdos interessantes e importantes para detectar o interesse dos usuários, garantir através dessas trocas de informação a intenção de compra desse lead, certo? A grande questão é: como podemos então usar a jornada de compra para nos ajudar a garantir esse interesse para efetuar a compra?

 

A jornada de compra é dividida pensando em conteúdos de topo, meio e fundo de funil.

As etapas são conhecidas pelos seguintes termos:

 

Topo de Funil

  1. Aprendizado e descoberta -> aqui abordamos temas abrangentes, introduzindo esse lead ao nosso mercado de maneira sutil e mais superficial
  2. Reconhecimento do problema -> começamos a explicar como iniciar uma migração ou adoção do nosso serviço ou produto e como essa ação pode acarretar em melhorias para vida desse usuário.

 

Meio de Funil

  1. Consideração da Solução -> nesse momento apresentamos a empresa como expert naquele determinado assunto. Mostramos como a empresa é a resposta para os problemas que o usuário tem passado e apresentamos cases de sucesso, dicas para modificar essa situação possivelmente desagradável que o usuário tem atravessado.

 

Fundo de Funil

  1. Decisão de Compra -> nesse momento o lead faz o que chamamos de “levantada de mão” ou seja, é o momento que ele demonstra interesse pelo serviço ou produto e solicita um cupom de desconto, uma conversa com a equipe de vendas, um trial da ferramenta ou algo nesse sentido.

 

 

Cada etapa do funil auxilia a compreender o quão engajado esses leads estão, o nível de interesse que ele tem na mensagem que a sua empresa está divulgando. Ter essas etapas bem divididas e definidas possibilita acompanhar mais de perto e garantir a nutrição dos leads para que eles cheguem no momento da decisão da compra mais seguros da escolha que estão fazendo.

 

Outro ponto muito importante a salientar é que a jornada de compra de um consumidor acontece cada vez menos em uma única plataforma. Hoje em dia, cada vez mais, os consumidores estão em diversos canais, transitando do offline para o online e o mobile é um dos canais mais poderosos e presentes hoje na vida dos consumidores, se o site da sua empresa ainda não foi acessado via mobile, pode ter certeza que em breve será.

 

A importância de combinar a jornada de compra com o mobile em prol de assegurar a intenção de compra do usuário vem do fato de que o celular muitas vezes é utilizado como mecanismo de busca. Buscas por melhores preços acontecem através do celular, endereço de lojas físicas, uso de aplicativos, impactos via redes sociais. Todos esses canais são extremamente poderosos e fazem com que o lead percorra a jornada de compra de maneira mais acelerada.

 

Desenhar métricas para acompanhar o desenvolvimento do canal mobile é extremamente relevante para sua empresa. São através dessas análises que é capaz de entender como está o engajamento da sua base e se esses leads estão avançando no funil de vendas em direção a decisão de compra. Através desse acompanhamento é possível garantir a intenção de compra do usuário (entregando conteúdos relevantes e recebendo conversões em troca) e também tomar providências caso o resultado não seja como planejado. Se a sua empresa nunca trabalhou com mobile marketing é natural passar por um período de experiência, análises e correções até entender como seu público alvo funciona e pelo que se interessam mais.